domingo, 23 de dezembro de 2012

Crânios Extraterrestres ou “Cabeções Humanos”?


Apesar da deformação craniana e a mutilação odontológica, serem características comuns entre as populações pré-hispânicas da Meso-América e do México Ocidental, no entanto os cientistas nunca tinham visto tantos destes crânios alongados em Sonora ou no sudoeste americano. Crédito: Cristina García / INAH.



Por Gério Ganimedes



Crânios “humanos” deformados e com aspecto semelhante à descrição de crânios de criaturas extraterrestres foram desenterrados de um cemitério de 1.000 anos de idade no México. Segundo os pesquisadores a prática de deformar crânios de crianças desde seu nascimento e durante seu crescimento era comum na América Central, e estes resultados sugerem que esta tradição se espalhou mais ao norte do continente do que se pensava, acrescentaram os cientistas. 
O cemitério foi descoberto por moradores da pequena vila mexicana de Onavas em 1999, durante a escavação de um canal de irrigação. É o primeiro cemitério pré-hispânico encontrado no norte do estado mexicano de Sonora. O local, conhecido como “El Cementerio” continha os restos mortais de vinte e cinco sepultamentos humanos, treze deles tinham crânios deformados e pontiagudos, que foram alongados na parte de trás, e cinco tinham os dentes mutilados.

Tradução e adaptação de texto: Gério Ganimedes


Comentário do Autor


Curiosamente, toda a vez que crânios deste tipo são encontrados, logo a boa e velha desculpa da deliberada deformação de crânios vem galopando como explicação contundente de tal achado arqueológico.

Perguntas que não querem parar de ecoar dentro da cabeça: Porque será que este povo gostava de fazer isso com suas cabeças? Será que para parecerem mais com seus ídolos ou Deuses?

Se os “Deuses” tinham cabeças grandes, venerá-los talvez significasse, penso assim, ser parecido com eles, ou seja, ter uma imensa cabeça. Poderia também ser sinônimo de poder e sabedoria. Quem tinha cabeça grande, ou seja parecido com os “Deuses” era “o cabeça” da TriboMas enfim, será que no meio desta “bagunça esquelética arqueológica”, não existirá um autêntico dono deste belíssimo exemplar de cabeça? Apesar de ser ficção, até mesmo o cinema, busca mostrar explicações, através de filmes como Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal.

Tirem suas próprias conclusões, pois a minha já está formada há muito tempo e guardada dentro de meu humilde crânio.



Gério Ganimedes
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©



quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

21 de Dezembro de 2012 - Astronomicamente Falando

Cartucho Maia

“Quem destruirá o homem, será o próprio homem, direta ou indiretamente através das ferramentas de sua própria evolução” - Gério Ganimedes


Por Gério Ganimedes


Em complemento a postagem: O Lado Astronômico do Efeito 21 de Dezembro de 2012 e em resposta, as centenas de emails recebidos e formulários de contato eu resolvi criar uma nova postagem, que espero, responda as dúvidas dos leitores, como esta que entrou como comentário da postagem anterior:

Amanhã vai acontecer "mesmo" o alinhamento dos planetas ou isso é só boato?

O fenômeno de 2012 compreende um conjunto de crenças históricas e escatológicas, segundo a qual os eventos cataclísmicos ou de transformação, irão acontecer em 21 de dezembro de 2012. Esta datação é considerada como a data final de um ciclo de 5.125 anos de um período de tempo no calendário de contagem longa Mesoamericano. Inúmeros alinhamentos astronômicos e fórmulas numerológicas têm sido apresentados como pertencentes a esta data, embora nenhuma delas tenha sido aceita pela astronomia acadêmica.

A interpretação desta chamada Nova Era neste processo de transição é o marco ou data do início do tempo em que a Terra e seus habitantes podem sofrer uma transformação positiva física ou espiritual, e que em 21 de dezembro de 2012, pode marcar o início de uma nova era. Muitos sugerem que a data marca o fim do mundo ou uma catástrofe semelhante. Nesta versão de evolução cataclísmica, foram criados cenários que sugerem um fim do mundo de trevas e destruição, que incluem até mesmo a chegada do próximo máximo solar (expansão da corona solar ou grandes explosões solares), uma interação entre a Terra e um incomensurável buraco negro no centro da galáxia, ou um forte e destruidor impacto de um planeta desgarrado diretamente com a Terra.

No âmbito astronômico acadêmico, estudiosos de várias disciplinas têm rejeitado a ideia de que tais eventos cataclísmicos ocorram em dezembro de 2012. Estudiosos da cultura Maia dizem que previsões de morte iminente não são encontradas em nenhum dos estudos clássicos existentes sobre as placas ou cartuchos onde está registrada a contagem Maia, assim como a ideia de que o calendário de contagem longa termina em 2012 está deturpando a história e cultura Maia.

Então parece que muitos já escolheram um culpado, caso o fim não aconteça. Se não acontecer não foram os que interpretaram os registros Maias, os grandes errados, mas sim, os índios que não souberam contar direito.





O Alinhamento Galáctico


No âmbito planetário e astronômico acontecerá um alinhamento galáctico?


Vou responder primeiramente perguntando: Relativo à que e ou com quem? Como alinhar o que está solto na “gelatina escura de um universo” distorcido pelo tempo e pelo próprio espaço? Quais os pontos de apoio ou vértices relativos, que podemos referenciar para dizer que estaremos alinhados com uma fenda de energia do centro da galáxia? 

Não há, segundo a ciência acadêmica, nenhum alinhamento previsto para 21 de dezembro de 2012, o que temos é apenas a linguagem de um povo que deixou símbolos para serem interpretados, e que receberam várias interpretações. O que realmente ocorrerá, é um “quase alinhamento” da Terra e do Sol com o centro da galáxia e mesmo que houvesse uma alteração do gênero, outros planetas não poderiam afetar as marés, ao menos mantendo suas órbitas planetárias normais.  Os únicos astros capazes de fazer isso são a Lua e o Sol, por causa de sua distância e dimensão, no caso do sol.

Por isso, dizer que seremos destruídos, ou pulverizados por carga de fótons, raios Gama de poder dantescos, matéria escura desintegradora, é pegar pesado num campo da astronomia que ainda não temos conhecimento algum. O que tem é muita especulação científica, muita teoria, mas de concreto o que temos mesmo, é tudo o que brilha em nosso firmamento e que podemos estudar e teorizar nas lentes dos grandes telescópios e rádios telescópios das grandes agências espaciais. Vamos com calma quando teorizarmos que energias invisíveis nos destruirão por causa de um alinhamento do nada com coisa nenhuma, pois muitas das luzes de estrelas que observamos no céu noturno marcam a presença de um corpo estelar que nem existe mais, devido a sua morte tão longínqua nos confins do universo e o tempo que sua luz viajou ou ainda viaja para chegar até nós e esta luz que nos atinge não muda em nada nossa existência. Poderemos como aqui já dissemos e repetimos inúmeras vezes, sofrer alterações eletromagnéticas invisíveis, mudanças dimensionais, abertura de portais cósmicos dimensionais ou até mesmo portais estelares,  mas não acredito que algo de mais grave venha a perturbar nossa evolução ou terminar com a vida sobre a Terra.

Fiquem bem

Gério Ganimedes
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©




quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

O Efeito 2012 – Sintomas


"De certa forma, a gravidade não existe. O que move os planetas e as estrelas
 é a distorção do espaço e tempo".  Michio Kaku



Por Gério Ganimedes


Tenho recebido, via formulário de contato, questionamentos de leitores que relatam estarem sentindo manifestações fisiológicas e sintomas estranhos, que vão desde tontura, sensações de perda de tempo, flutuação e até mesmo desmaios. Muitos estão me perguntando: O que está acontecendo? Tem algo ligado com os eventos astronômicos de dezembro de 2012? Aproveitando-me do texto, publicado abaixo, de nosso amigo e colaborador Renato Cabral, posso responder que, além do fato de estarmos susceptíveis a ideia “2012 – O Fim” e as alterações psicológicas ativadas por uma espécie de reação em cadeia de pensamentos apocalípticos, muitos destes sintomas podem estar realmente ligados a prováveis modificações magnéticas causadas por fatores astronômicos. O que não podemos, logicamente, é dizer que algo de mais sério vai acontecer, no entanto muitas destas manifestações poderão ser sentidas, sejam elas causadas por fatores eletromagnéticos ou apenas por sugestão em massa. Prefiro pensar que os “Ganimedianos” estejam certos, e que nada de ruim vai acontecer.

Fiquem bem

"Sem a convicção de uma harmonia íntima do Universo, 
não poderia haver ciência" - Albert Einstein

Por Renato Cabral


Estamos a exatamente dois dias de um evento cósmico o qual encerra um ciclo, segundo o povo Maia. Penso que nada catastrófico irá ocorrer de súbito. Existem possibilidades de ocorrências eletromagnéticas ocasionadas pelo Sol, caso possa ocorrer uma grande Ejeção de Massa Coronal. Se esta ultima hipótese ocorrer à explosão se daria hoje para se concluir dia 21. Há outra possibilidade: que o alinhamento cósmico possa trazer uma quantidade de radiação por seu alinhamento ou ainda provocar abertura de buracos de minhoca (uma expressão em inglês), que nada mais são do que vórtices (portais), que permitem viagem curta no espaço, ou seja, distorce o espaço-tempo, encurtando distancias, seria a viagem no hiperespaço (leiam Michio Kaku- físico). Mas a última hipótese é apenas especulativa, já a segunda pode ser uma realidade, mas creio não de um dia para o outro. Creio que o momento é de manter o espírito calmo e desperto e não se assustar com qualquer novidade. Se durante os dias que se seguirem ocorrer um apagão você devera de ter a cautela de armazenar água, muita água, um tanto de comida e se você quiser ser um tanto mais precavido, tenha alguma soma de dinheiro em casa. Se tal evento ocorrer, procure não sair às ruas, pois tudo estará precário, sem telefone, luz ou qualquer meio de comunicação. Isso pode ocorrer em qualquer tempo, não precisa ser 21-12-12. Mas são especulações, pois nada existe de concreto e se algo de fato existe quem detém o conhecimento sabe não contara a ninguém.


Abraços e bom dia 21/12/2012 a todos.


Textos: Gério Ganimedes e Renato Cabral
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Avistamentos na Região de São Bernardo do Campo - SP

Câmera de 1.3 MP - Celular Motorola
Foto tirada na mesma região do relato por colaborador anônimo



Relato do Leitor


Marisa – São Caetano do Sul / SP


Olá Gério,


Sou sua vizinha, moro em São Caetano do Sul. Em julho ou agosto do ano passado mandei um relato para você sobre algo que vi sobre minha casa numa manhã de domingo. Na época, mandei o relato para mais um monte de gente, como INPE, etc. Ninguém conseguiu responder sobre o que poderia ser. Você respondeu que talvez pudesse ser uma “sonda alien”. Até hoje não sei o que poderia ser, mas penso que aquilo talvez fosse aqui da Terra mesmo, muito embora tenha ficado cismada com o que vi.

Depois disso, uma tarde, vindo pela Av. Goiás aqui em S. Caetano, no sentido de São Paulo, vi o que pareciam ser várias luzes meio avermelhadas, se dirigindo no sentido de S. Bernardo, estavam meio baixas e era muito estranho, porque eram muitas. Fiquei olhando aquilo, mas ninguém parecia notar nada, refiro-me aos outros motoristas. Bom, há pouco mais de um mês e meio, vi coisas muito estranhas, e agora sim, sem explicações. Num sábado à tarde, fui para os fundos de minha casa e quando virei ao lado da parede do salão de festas, levantei a cabeça e vi algo, Gério, que não consigo explicar o que era. Parecia uma coisa meio ETÉREA, flutuando no céu, é só assim que consigo explicar o que vi. A primeira coisa que pensei, é que fosse um "plástico" algo assim, mas aí olhei de novo para cima e a coisa tinha SUMIDO.



Continuei andando e olhando para o alto, mas não vi mais nada. Quando cheguei à porta da lavanderia, me sentei no degrau e fiquei olhando o sol que estava já abaixando atrás das árvores dos quintais vizinhos. Foi então, Gério, que vi algo surpreendente de verdade. Na direção de SP, vi "algo" no ar. Aparecia uma luz e apagava.

Então fiz uma maluquice. Comecei a acenar e chamar, eu dizia: Venham... E acenava para aquilo. Pode imaginar? E sabe o que aconteceu? Uma luz forte, branca, foi jogada na direção de onde eu estava ficou uns segundos e apagou, sumiu, assim mesmo. Na hora que apagou sobrou uma espécie de ponto luminoso no céu e então este também sumiu. Continuei por ali durante um bom tempo e não vi mais nada.

Na segunda seguinte, à tarde fui ao supermercado que tem aqui ao lado. Quando esperava o sinal abrir para atravessar, olhei para cima e de novo, vi algo inusitado, como no sábado. 


Foto comparativa: Óvni - Texas / EUA Crédito: MUFON


Como descrever este? Parecia cinza e lembrava uma "régua”. Não sei precisar a altura em que estava, mas parecia estar como o outro do sábado, não muito alto. E este também desapareceu no ar a exemplo do q tinha visto anteriormente. Quando olhei de novo tinha sumido. Estava cheio de gente à minha volta. A pé, em carros, ônibus, etc. Acho que ninguém viu ninguém olha para o alto. Vi um conhecido, conversando ao lado do supermercado, e pensei em falar com ele sobre o que acabara de ver, mas fiquei com vergonha. Depois, logo em seguida, no horizonte vi algo parecido como a luz do sábado, mas este estava mais distante e acabei entrando no mercado.

E é assim que fica meu relato Gério, de algo muito estranho, que vi por aqui.

Vendo sua postagem sobre óvnis na região, resolvi escrever, porque também vi coisas sem sentido por aqui. Se achar interessante e puder me explicar, agradeceria.




Comentário do Autor



Objetos estranhos “acontecem” diariamente em nosso espaço aéreo, entretanto com a agitação de nossa vida não conseguimos prestar atenção no que “flutua” sobre nossas cabeças. Quando temos um tempinho pra observar, quase sempre avistamos algo diferente. A foto da postagem, que ilustra o relato da Marisa foi tirada na mesma região do avistamento dela e enviada por um colaborador, que pediu anonimato, mas que mora na região, o que vem a comprovar que “coisas estranhas” podem ser registradas, mesmo quando os recursos técnicos ficam limitados à câmeras de baixa resolução. Muitas vezes são objetos explicáveis, como são os casos de balões, que ameaçam o espaço aéreo da região do aeroporto de Congonhas, mas outros nos dão motivos para continuar nossas pesquisas e com certeza suas origens, estão muito além deste planeta.


Agradecimentos à colaboradora Marisa, por seu relato que adiciona material as nossas pesquisas.


Gério Ganimedes
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©


Fenômenos Solares - Buraco Coronal

Crédito: NASA (SDO)



Por Gério Ganimedes


Mantendo o padrão informativo do Projeto Quartzo Azul, retorno as postagens com um boletim de nossa estrela-mãe. Forte abraço e boas vibrações a todos amigos e leitores.


De acordo com informações do portal Spaceweather.com (Clima Espacial) a Terra está entrando em um período de fluxo de vento solar de alta velocidade e a fonte do vento é um Buraco Coronal no sol. A imagem acima que foi obtida pelo Observatório Dinâmico Solar da NASA, durante as primeiras horas de 17 de dezembro de 2012, mostra um buraco coronal de grandes dimensões, e que parece se dilatar. 

Um buraco coronal é um lugar na atmosfera do Sol, onde o campo magnético solar se abre, permitindo a fuga do vento solar.  Este buraco em particular é um buraco coronal localizado muito abaixo do hemisfério sul de nossa estrela, de modo que está emitindo um fluxo que não está se dirigindo diretamente para o nosso planeta. Até o momento, os meteorologistas do NOAA estimam uma pequena chance (20%) de ocorrerem tempestades geomagnéticas, no entanto, os observadores de alta latitude podem ficar atentos para formações de auroras boreais.


Dedicado ao leitor, colaborador e amigo Francisco.


Gério Ganimedes
Direitos Reservados - Projeto Quartzo Azul©©



sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Estaríamos na Véspera de Um Contato Extraterrestre? Atualização


Receberemos o tão esperado SINAL, 
ou será uma visita surpresa?


Por Gério Ganimedes


De acordo com postagens anteriores sobre óvnis triangulares sendo avistados em vários estados americanos (Link 01, Link 02), e em recente postagem de nosso amigo e parceiro n3m3 do portal Ovnihoje, onde um óvni de formação semelhante foi avistado e registrado no Havaí podemos concluir, através das estatísticas do número crescente de avistamentos deste tipo ou forma de aeronave desconhecida, que estamos na véspera de um Contato Extraterrestre. Como dizia o meu avô: “Quando aparece muita formiga, tem formigueiro por perto”.  

Fazendo uma análise de um dos frames (fotograma digital do vídeo) registrado no Havaí podemos observar que as posições das luzes podem convergir nossa visão perspectiva para um objeto de forma triangular ou “bumerangue” com bordo de ataque em ângulo de aproximadamente 45 graus.

Frame do vídeo do Havaí 
Traçado em perspectiva para definir a forma

Leia AQUI postagem sobre luzes de sinalização em aeronaves 

Ondas de avistamento espalhadas pelo globo, culminando coincidentemente num período de expectativas catastróficas para dezembro de 2012, nos fazem analisar, pensar e até nos permitir levantar a hipótese de quem sabe o tão falado fim não será apenas o “fim do mundo” como conhecemos, ou seja, um mundo antes do CONTATO e o mundo após o CONTATO extraterrestre. Já pararam para pensar nesta hipótese?  Muitos me chamam de louco e lunático, mas as estatísticas de avistamentos estão crescendo em progressão geométrica e o que antes ficava apenas nas telas da ficção científica, hoje estão em bases de dados como o MUFON, que penso ser uma entidade séria e respeitada no meio ufológico, mídias respeitadas como UFO EXAMINER, DAILY MAIL UK SCIENCE, REVISTA UFO e outros tantos portais que tratam seriamente o tema óvni, parceiros ou não parceiros do Projeto Quartzo Azul. Tenho recebido emails de alguns contatos nos EUA, Inglaterra, Suécia e Rússia que confirmam os relatos de avistamentos deste “tipo” de aeronave, sendo que muitos destes não estão sendo registrados no MUFON (Mutual Ufo Network).


Ilustração baseada em relato de avistamento
em Santa Maria / RS - Brasil

Penso que algo novo, grande, histórico, que mudará o caminho do homem na Terra, fará com que conceitos de vida, política e religião tenham que ser reavaliados e reestruturados em nossa sociedade. Uma nova consciência humana está para nascer, uma nova fronteira está para ser cruzada. Mas isto acontecerá quando? Em dezembro? Isto eu não posso dizer, por que assim como vocês, não sei, mas que algo de muito especial está para acontecer a nível ufológico, dá para sentir no ar. Resta a nós ficarmos atentos ao que acontece “Sob o céu que nos protege”.


Teriam "eles" anunciado sua próxima visita? 

Paranatural TV - NATIONAL GEOGRAPHIC Channel
Análise das luzes de Phoenix

Atentem-se aqueles, que têm o costume de interpretar errado o que escrevo, não estou dizendo nada sobre fim, catástrofes ou destruição, apenas estou dizendo o que minha percepção humana de ufólogo me transmite:

“Algo muito especial está para acontecer nas fronteiras da ufologia”.

Fiquem bem

Gério Ganimedes
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©

  



quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Preparem Seus Telescópios - Dois Asteroides no Firmamento Noturno


Asteroides Ceres e Vesta e o gigante Júpiter
no Starry Night Pro Software



Por Gério Ganimedes


Em 02 de dezembro de 2012 o gigante Júpiter atingiu total oposição ao Sol, alinhando-se de frente para o sol no firmamento. Isso significa que é um alvo e tanto para os astrônomos, que podem vê-lo brilhar durante a noite, toda esta semana. Dentro das próximas duas semanas, mais dois corpos do sistema solar vão atingir oposição e juntarem-a Júpiter nesta condição. São os asteroides Vesta e Ceres. Sete anos atrás, estes dois corpos celestes poderiam ser descritos como os dois maiores asteroides do sistema solar. Os corpos encontram-se nas órbitas de Marte e Júpiter. 

Em 2006 a União Astronômica Internacional, órgão dirigente da astronomia mundial, reclassificou Ceres como um planeta anão, agrupando-o juntamente com Plutão e outros objetos do Cinturão de Kuiper. Muitos astrônomos ainda classificam Ceres como um asteroide, mesmo com seus 952 km de diâmetro, que é quase duas vezes maior que outros asteroides grandes e próximos como o Pallas (524 km), e o Vesta (513 km). Ceres tem a forma redonda, enquanto a grande maioria dos asteroides possui forma irregular como uma batata.

Imagem de Ceres tirada pelo 
Telescópio espacial Hubble (NASA).

A ilustração da postagem representa um instantâneo da mesma área do céu, de como eles aparecerão, entre 09 de dezembro e 18 de dezembro de 2012. Todas as estrelas de fundo são as mesmas em ambos os pontos de vista, mas os três corpos do sistema solar, Júpiter, Vesta e Ceres, serão ligeiramente deslocados para a direita entre os dois pontos de vista. Em geral, todos os planetas e asteroides movem-se da direita para a esquerda em todo o fundo estrelado, no que é chamado de movimento normal. No entanto, perto da oposição, a Terra está realmente se movendo mais rápido do que os planetas exteriores, assim, de nossa perspectiva, parecem se mover da esquerda para a direita, no que é chamado de movimento retrógrado. Como todos os três objetos estão dentro de um período de duas semanas de oposição, eles estão todos, mostrando movimento retrógrado.

Vesta - Uma batata quente espacial


Fonte: Space.com
Tradução e adaptação de texto: Gério Ganimedes

Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©


quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Raio da Morte e Buracos – Uma Estreita Relação


Arma de Energia Dirigida - LASER


Por Gério Ganimedes

Pesquisando na internet e com contatos, sobre teorias conspiratórias, acabei deparando-me com a figura do Sr. Jesse Ventura em matéria apresentada pelo UFO-BLOGGER. Nascido em 15 de julho de 1951 como James George Janos, também conhecido como “The Body”, “The Star”, e “The Governing Body”, é um político, ator e apresentador de televisão estadunidense, que atualmente está trabalhando no programa Conspiracy Theory (Teoria da Conspiração). Ventura está com as atenções voltadas para os rumores, de que o governo americano está usando uma Tecnologia de Arma de Energia Dirigida, não só para a defesa estratégica antimíssil, mas como uma ferramenta para assassinatos e possíveis operações de falsa bandeira.

Durante sua pesquisa Ventura descobriu que várias pessoas envolvidas no projeto morreram em circunstâncias misteriosas, incluindo o delator Fred Bell, que morreu dois dias depois de uma entrevista, e uma teoria de que um raio pode ter sido usado para desintegrar e recolher as torres do World Trade Center em 9/11. De acordo com Jesse Ventura, no programa de rádio Coast to Coast, o Dr. Bell havia discutido em “off” sobre a energia livre, antes de morrer em circunstâncias completamente misteriosas. Agregando os dados destas novas tecnologias, satélites secretos com refletores e concentradores de raios LASER e juntando as peças do quebra-cabeça temos a seguinte equação hipotética, com dados em postagens anteriores: Veja postagens AQUI.

(BS + BP = TAED)
BS = Buracos no solo;
BP = Buracos em Prédios;
TAED = Tecnologia de Arma de Energia Dirigida;

Se pensarmos que toda tecnologia está sujeita a falhas durante os testes, e acabam por errar um alvo, teremos buracos espalhados por todo o globo terrestre, sem uma explicação lógica.

Então neste caso, a equação ficaria assim:

(TAED x Falha / BS + BP = MD)

MD = Morte e Destruição;


Melhor ajustarem a mira desta "bagaça" ...


Gério Ganimedes
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©

Óvnis Triangulares Escaneando o Solo nos EUA



 Créditos da ilustração: MUFON

Por Gério Ganimedes

Quatro Óvnis triangulares são avistados sobre Jacksonville, Flórida - EUA e pareciam fazer varredura do solo. Uma testemunha da Flórida que se deslocava em direção oeste ao longo da Rodovia I-10, em Jacksonville, informou ter avistado quatro objetos em forma de triângulo, que pareciam fazer varredura do terreno através de uma luz, no dia 04 de dezembro de 2012, o depoimento foi registrado na base de dados da Mutual UFO Network (MUFON). Por primeiro a testemunha viu um único objeto: “Eu estava olhando em volta e vi algumas luzes em uma formação triangular e um feixe de luz que apareceu para fazer a varredura da área”, afirmou a testemunha. “Quando ele chegou mais perto, parecia ser um objeto sólido triangular com cerca de 50 pés de diâmetro”. Cinco minutos depois a testemunha viu mais dois objetos similares. Em seguida, um quarto objeto foi visto. “Cerca de dois minutos depois, vi uma quarta nave triangular com um quarto de milha de tamanho, com luzes em todos os cantos e uma luz de varredura da área virando bruscamente”. Jacksonville é a cidade mais populosa do estado norte-americano da Flórida, localizada no Condado de Duval. É a terceira cidade mais populosa na costa leste dos Estados Unidos, depois de Nova Iorque e Filadélfia e a 11ª mais populosa do país.




Curiosamente sem imagens ou vídeos, o incidente ocorrido no dia 16 de setembro de 2012 só foi incluído nos arquivos do MUFON no dia 4 de dezembro de 2012, no entanto a testemunha forneceu uma ilustração do objeto, que particularmente achei muito semelhante ao famoso “Óvni da Bélgica”.

A história se repete nos EUA,assim como aconteceu na Bélgica, quando na época, a testemunha disse também observar um feixe de luz saindo do centro do óvni. Resta saber, se as “cabeças” evoluíram o suficiente para ver que esta onda de objetos voadores não identificados (veja postagem anterior), que estão cruzando os estados americanos, não é histeria coletiva. Nota-se que as testemunhas ainda têm certo receio ou medo quanto a divulgarem seus relatos, mas penso que neste caso em particular, a ideia de que, mais alguém viu a mesma coisa, deu força suficiente para a testemunha relatar o que havia presenciado meses antes. Devemos perder o medo de sermos ridicularizados, ou “zoados” pelo fato de termos sido testemunha de um avistamento óvni, pois as estatísticas estão ai para mostrar, que o número de incidentes com óvnis cresce em projeção geométrica, contrário ao ceticismo dos descrentes da ufologia. Vamos divulgar fotografar, filmar e jogar na web, pois o que alguns pensam não fazer a diferença ou não servir para nada, é a pressão necessária para acumular forças e em breve estourar a couraça da ocultação extraterrestre. Quanto mais relatos circulando nos meios de comunicação, mais luz iluminará nossa luta pelo desacobertamento ÓVNI. Então sigamos ... Firmes, mesmo na escuridão.   

Créditos da ilustração: MUFON
Texto, edição e composição de imagens: Gério Ganimedes

Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©

Primeiro Passo Para a Evolução: Aceitar Novos Conceitos e Ideias





Por Gério Ganimedes

Uma pergunta que não quer calar em nossas mentes: 
Estamos sozinhos no universo?

Segundo novas conclusões, estrelas como o nosso Sol, podem conter planetas que são ainda mais habitáveis do que a Terra, dizem os cientistas. Até agora, os cientistas pensavam que a nossa Terra seria o único planeta que poderia abrigar vida como conhecemos, no entanto agora cientistas da Universidade do Estado de Ohio, que estudam nossos Gêmeos Solares, estrelas que têm sistemas solares com planetas que podem ser ainda mais habitáveis do que a Terra. Geólogos e astrônomos da Universidade de Ohio se uniram para procurar vida alienígena em um novo caminho. Eles olharam para os elementos radioativos como o tório e o urânio, elementos que tornam o interior do planeta mais quente, que por sua vez impulsiona as placas tectônicas, fazendo assim movimentar a crosta, como as partes separadas do movimento da crosta terrestre. Terremotos são os resultados das diferentes placas da crosta terrestre movendo-se umas contra as outras, esta movimentação das placas tectônicas ajudam a manter a água na superfície da Terra, de modo que a existência de placas tectônicas é por vezes tomada como um indicador de um planeta hospitaleiro de vida. Num total de oito Gêmeos Solares, estudados até agora, em sete os pesquisadores parecem ter encontrado muito mais tório do que em nosso Sol, o que sugere que os planetas que orbitam estas estrelas contém mais tório também. Isso significa que, os interiores desses planetas são, provavelmente, mais quentes que o nosso. A Terra habita uma região do espaço onde o planeta está numa distância “correta” de sua estrela. É nesta zona habitável, que o planeta fica numa condição, nem muito quente, nem muito frio, ou seja, em condições habitáveis. Os pesquisadores da Universidade de Ohio acreditam que, se os planetas ao redor dos Gêmeos Solares são mais quentes do que eles pensavam, então podemos aumentar o tamanho destas zonas estelares confortáveis para a vida e diretamente aumentarmos a estatística de possibilidade de desenvolvimento de vida.

Cayman Unterborn apresentou nesta semana, na reunião da União Geofísica Americana em São Francisco, que “se verificarmos que esses planetas são mais quentes do que pensávamos, então podemos efetivamente aumentar o tamanho da zona habitável em torno destas estrelas empurrando a zona habitável para mais longe da estrela hospedeira, e considerarmos mais desses planetas, como hospitaleiros para vida microbiana”.

Fonte da notícia: Daily Mail Science
Texto: Gério Ganimedes


Comentário do Autor

Temperatura agradável é um sinônimo de proliferação de vida no meio científico, entretanto assim como nós a conhecemos.  Penso que poderão existir formas de vida, inclusive inteligente, que possam ter sido criadas numa espécie do que chamo de GENESIS INÓSPITA, o que acarretaria à geração de organismos mais fortes as intempéries climáticas, resistentes a atmosferas ácidas, e com formas e aparências de acordo com as temperaturas que os formaram durante sua evolução. 
Acredito que dizer, que só no “bem bom” nasce vida, é limitar a concepção de espécies neste imenso universo. Já ficou comprovado, em pesquisas efetuadas no fundo de nosso oceano, que centenas, senão milhares de espécies de animais nascem, crescem e se multiplicam nas águas ácidas e superaquecidas dos vulcões submarinos, por isso não canso de dizer: “O maior segredo da vida é saber adaptar-se”.

Fiquem bem

Gério Ganimedes
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

São Bernardo do Campo – O Mistério do Prédio Continua / Atualização

 Cercado de "mistério" e proteções, o Edifício Senador, 
Localizado em São Bernardo do Campo - SP, parece mais um prédio fantasma.
Na foto Gério Ganimedes, ao fundo - Edif. Senador

Por Gério Ganimedes


"Há algo de podre no reino da Dinamarca ..."

Leia as notícias recentes sobre o incidente do Edifício Senador 
São Bernardo do Campo -SP
  1. ABC das Interrogações
  2. Sem Conclusão
Leia a postagem anterior do Projeto Quartzo Azul AQUI

Foto tirada por um bombeiro

Novos testemunhos e relatos vêm a corroborar e talvez comprovem que, o que aconteceu no edifício localizado no centro de São Bernardo do Campo, não foi um simples caso de fadiga de material e o consecutivo desabamento de um reservatório de água, como os dados e avaliações dos peritos locais concluíram. Um incidente cercado de mistérios, um buraco, que segundo testemunha, além de atravessar o prédio desde o terraço até o andar térreo foi muito mais além, penetrando o solo dezenas de metros abaixo da superfície, no entanto nada mais foi falado. Hoje, painéis de isolamento mantêm o público afastado do local, onde, creio eu, aconteceu um dos mais importantes casos ligados à “coisas vindas do céu”. O que fez o caso silenciar? Porque, ainda hoje, o local está sendo vigiado e monitorado?


Observem que nem os diplomas puderam ser removidos
do local do incidente. O que de tão grave aconteceu no local? O que cortou o aço e o concreto como papel? Contaminação por radiação? Queda de artefato extraterrestre, humano ou alienígena?


Pelo visto, os pixadores, além dos peritos, foram os únicos que chegaram mais próximo das aberturas. 
O que existirá lá, além dos PCs e Impressoras intactas, até com papel na bandeja?  

Uma testemunha, que não quis ser identificada neste post me disse: Algo muito pesado e com uma energia muito grande, caiu lá”.

E completou com um ar de mistério: “O piso foi aparentemente cortado e o ferro dos andares parece terem sido derretidos. Aquilo não parou no térreo, penetrou o solo vários metros abaixo”.

E ainda comentou: “Escutei de um ocupante do prédio que uma luz muito forte foi vista no momento do acontecimento e que parecia um raio laser cortando o prédio”.

Observe a placa branca (ao lado do poste - referência) colocada na única
janela, que permitiria a visão do interior, deste
ângulo da passarela, onde esta foto foi obtida. O que
se esconde por trás deste painel? Até onde os destroços
chegaram, ao ponto "deles" protegerem a única janela com visão do andar térreo?

Aparentemente não existem danos estruturais (rachaduras e buracos) externos,
Entretanto um forte esquema de isolamento protege o local da aproximação da população.

Aproveitando-me da minha nova posição privilegiada como morador de São Bernardo do Campo, não vou deixar quieto este acontecimento, pois acredito que “Algo Incrível” deixou rastros naquele local. 

Na foto Gério Ganimedes, ao fundo - Edif. Senador
Estou investigando ... Continua!



Edição, texto, montagem: Gério Ganimedes
Apoio nas pesquisas e fotografia: Rosana
Direitos Reservados – Projeto Quartzo Azul©©

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...